Confira os principais riscos para as empresas brasileiras em 2024

Confira os principais riscos para as empresas brasileiras em 2024

Freepik

Com base em uma pesquisa exclusiva da consultoria global Protiviti, conduzida entre 1.143 executivos em todo o mundo, com destaque para 72 participantes brasileiros, é possível observar os dez principais riscos corporativos que as empresas no Brasil enfrentarão em 2024.

Esses riscos refletem uma série de preocupações, desde questões relacionadas ao capital humano até desafios emergentes no cenário econômico e tecnológico. Confira abaixo.

Principais riscos para as empresas brasileiras em 2024

Mudanças no ambiente de taxas de juros

A flutuação na taxa de juros pode afetar de forma significativa os custos de capital e as operações empresariais. Essas mudanças requerem uma gestão financeira cautelosa e uma postura proativa para se adaptar a cenários econômicos que estão sempre em constante alteração.

Condições econômicas e pressões inflacionárias

A instabilidade no ambiente econômico, unido às pressões relacionadas à inflação representam um desafio expressivo para as empresas brasileiras, visto que isso impacta direta nos custos operacionais e nas estratégias de precificação.

Incapacidade de utilizar análises de dados de maneira efetiva

A falta de habilidade para utilizar análises de dados para obter informações de mercado e aumentar a produtividade e a eficiência pode colocar as empresas em uma posição de desvantagem competitiva, em um mundo cada vez mais centrado em dados.

Gestão do capital humano e sucessão de liderança

A habilidade de atrair, desenvolver e reter talentos é crucial, especialmente em um ambiente onde as expectativas de trabalho estão sempre em mudança. Além disso, a adequada sucessão de liderança é vital para garantir o desenvolvimento contínuo e o crescimento das organizações.

Adoção de tecnologias e escassez de competências

A rápida evolução tecnológica exige novas habilidades, que, muitas vezes, não existem em quantidade suficiente no mercado. Com isso, é cada vez mais importante para as empresas investir em programas de capacitação e desenvolvimento de talentos, para garantir a sua relevância.

Ameaças cibernéticas

Com o aumento das atividades digitais, as empresas se tornam cada vez mais vulneráveis a ataques cibernéticos, necessitando, assim, investimentos constantes em segurança cibernética e medidas proativas para protegerem seus dados sensíveis e sistemas de informações.

Fidelidade e retenção de clientes

Manter a lealdade dos clientes em um ambiente altamente competitivo é um desafio contínuo, que exige foco constante na qualidade do serviço, na personalização e na experiência do cliente.

Entrada de novos concorrentes e mudanças no ambiente competitivo

A facilidade com que novos concorrentes podem entrar no mercado e as constantes mudanças no ambiente competitivo podem impactar significativamente a participação de mercado das empresas já estabelecidas. Portanto, é preciso estar sempre vigilante e ser capaz de se adaptar rapidamente a essas mudanças.

Privacidade e conformidade com regulamentações

Garantir a privacidade dos dados e a conformidade com regulamentações em constante mudança, especialmente as que entregam a proteção de identidade, é fundamental para evitar penalidades regulatórias e proteger a reputação da empresa.

Acesso a capital e liquidez

O acesso a capital e a liquidez é essencial para manter as operações e impulsionar o crescimento empresarial. Por isso, é crucial monitorar a resiliência financeira e a capacidade de crédito em um ambiente econômico volátil. Ao estarmos cientes desses riscos, é possível criar estratégias mais robustas e preparadas para enfrentar os desafios futuros.

Fonte: Redação O Antagonista

Avatar IBDCNI

Escrito por

IBDCNI

Instituto

Instituto Brasileiro de Direito, Conformidade e Normas Internacionais.